Em uma semana o vídeo acima, uma criação da F/Nazca Saatchi & Saatchi, foi visto por mais de 17 milhões de pessoas.

Pode-se dizer que não há nada de mais na campanha da Sadia para o Natal de 2017, não fosse por dois detalhes: a campanha é protagonizada por uma menina com síndrome de Down e um idoso negro. Mais do que mostrar a importância do esporte (também) para a vida da pessoa com deficiência e apresentar exemplos de perseverança e cumplicidade, a campanha coloca como protagonistas dois tipos de “excluídos” sociais sem que este seja o foco da mensagem – mesmo estando lá, claro como água para quem quiser (e quem não quiser) ver.

Mesmo com o objetivo final de vender perus de Natal, a campanha pode ser um passo importante no sentido de dar voz a todos e não apenas ao padrão de “família de comercial de margarina” que há anos domina a publicidade mundial.

Um comercial que tem a coragem de colocar o produto em segundo plano (mostrando-o apenas no final), associar a marca a dois “marginalizados” e deixar na memória um recado, afinal de contas, otimista.

Que sirva de exemplo.

E se você gostou do vídeo, é possível baixá-lo e compartilhá-lo em suas redes sociais e grupos de whatsapp, clicando aqui.